terça-feira, 29 de junho de 2010

Reinaldes by Baldeante

Relato: Cortesia do Sr. Baldeante

Este foi mais um passeio digno do nome “passeio”, pouco técnico, algumas subidas e muitos estradões. Bem acessível, só foi pena a chuva ter estragado os últimos quilómetros, desde que cheguei ao caminho que levava à barragem da Atouguia da Baleia até a saída para alcatrão que nos levava de volta a Reinaldes esteve sempre a chover.
Nada de grave, chuva fininha, mas suficiente para transformar os estradões que contornavam a barragem num misto de clicável e enlameado. Nada de grave porque pelo menos a lama não colava aos pneus as poças eram facilmente atravessadas.

Houve um passeio para os mais jovens com apenas 10 quilómetros. O reforço foi feito ao quilómetro 5 tendo estes primeiros quilómetros sido guiados e comuns a ambos os passeios. Excelente para as crianças, mas, menos excelente para os restantes participantes. Como o tempo até estava fresco fez-se bem. A água do cantil chegou e sobrou.

A sinalização estava excelente, só houve uma ou outra marca que começou a desaparecer com a chuva isto porque parte das marcações foram feitas com giz. O que salvou a situação foi que, em quase todo o local mais duvidoso, estava uma placa com indicação de mudança de direcção.
Os banhos foram improvisados mas muito higiénicos e com água bem quente, afinal de contas havia um esquentador a 1 ou 2 metros dos dois únicos chuveiros, eheh.
Roubando as palavras de um outro participante “Já tive balneários bem melhores mas com água bem pior!” quer isto dizer que as instalações apesar de modestas tinham água com fartura e bem quente.
Depois do banho só faltava o almoço. Impecável também. Três tachos, massa, arroz e grelhada mista, tudo à vontade do freguês. Bebidas, era só pedir! A salada já tinha acabado mas mal começamos a comer fomos presenteados com uma grande tigela bem no meio da mesa. Espectáculo! Não faltou nada! E tudo isto numa mesa de café debaixo de um chapéu-de-sol ao ar livre!

Venham mais passeios como este!

Sem comentários: